9 Dias Usando perfume vaginal

Com a intenção de atrair ou chamar atenção dos homens, a americana Rachel Khona fez um experimento. Seguindo recomendações de um curso online sobre orgasmos, ela experimentou usar perfume da sua própria região íntima, sim, a vagina.

O que seria esse perfume vaginal? Ela misturou secreções vaginais com seu perfume favorito. Quer saber como foi o experimento? Não deixe de ler todo esse texto. No final revelamos o perfume utilizado.

Apesar da surpresa sobre pedido de misturar secreções vaginais com perfume para atrair o sexo masculino. Ela resolveu testar. Segundo ela, na era medieval essa prática era muito comum para atrair pretendentes mais bonitos.

Caso queiram mais um estímulo para experimentarem. O livro O Perfume, que virou filme e série da Netflix aborda sobre esse assunto. O assassino mata as vítimas para roubar suas glândulas de odor para criar o melhor perfume já produzido.

Agora vamos a história de Rachel Khona.

Primeiro Dia

Usando um cotonete, ela escolheu a secreção, aplicou nos pulsos e resolveu sair. Ao visitar uma mercearia, o caixa se apresentou e sorriu para ela. Será um efeito do perfume vaginal? Segundo ela, como mudou de bairro recente, talvez estava querendo ser simpático.

No mesmo dia foi na Starbucks, um homem viu chegando e esperou com as portas abertas. Ela estava longe, será que sentiu o cheiro de longe?

Segundo dia

Ela foi beber com um amigo homem. Ele sempre flertou com ela. Nesse caso, não foi diferente. Então não dá para dar os créditos ao “novo perfume”.

Terceiro dia

Ao assistir tv com seu namorado, o mesmo se inclinou e comentou: “você cheira muito bem”. Ele sempre usou perfume, sempre recebeu elogios, mas nunca do namorado. Seria um sinal?

Quarto dia

Ela notou uma vermelhidão na região do perfume vaginal. Suspeitando de uma reação alérgica, procurou imediatamente marcou um dermatologista.

Quinto dia

Ela contou sua história ao médico. Segundo ele, era altamente improvável que o perfume feito de secreção vaginal tenha causado isso. Ele supôs que foi um colar de níquel recém comprado o causador da reação alérgica.

Sexto dia

Ela combinou de sair com uma prima, sua namorada e uma amiga casada. Por ser todas mulheres, ela não esperou qualquer reação delas e nem conseguiu.

Sétimo dia

Ela e suas amigas viajaram para curtir uma festa em Nova Orleans. Enxergou uma oportunidade perfeita para analisar as reações do seu novo perfume. Durante a noite, no clube de Jazz, um homem ofereceu comprar uma bebida para ela. Ela recusou.

Oitavo dia

Em um desfile de St Patrick, ela e suas amigas foram cercadas por homens. Como a maioria estavam bêbado, ela não acredita que o perfume tenha causado essa reação. Sem contar que somente ela estava usando o perfume.

Nono e último dia

Ela e as amigas foram a um bar onde um rapaz deu em cima. Depois outro rapaz bêbado surgiu do nada dando em cima.

Conclusão?

Apesar dos rapazes terem dado em cima, ela não sentiu qualquer diferença. Tirando o seu namorado, não viu nenhum homem caído aos seus pés como imaginava.

O perfume que ela usou foi Angel, da Thierry Mugler’s.

E vocês meninas? Já experimentaram ou ficaram curiosas em fazer essa mistura? Comentem!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *